24 ºC 32 ºC Rio de Janeiro
(21) 2542-2132 ouvinterj@band.com.br (21) 99623-6060
Seminário sobre desastre em Mariana acontece no Rio de Janeiro - Editoriais - Band News FM
Plantão

Meio Ambiente

Texto:
+
-

Seminário sobre desastre em Mariana acontece no Rio de Janeiro

Representantes de tribos indígenas e do governo mineiro participaram

00:00 / 00:00

O seminário aconteceu na Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro (Foto: Luanna Bernardes)

Semanas antes da tragédia de Mariana completar 2 anos, o representante da tribo indígena Krenak, que vive na região do Rio Doce, afirma que as propostas para redução dos danos provocados pelo rompimento da barragem de Fundão ainda são confusas e pouco eficazes.

Geovane Krenak participou de um seminário sobre o tema na Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro e disse que por conta da tragédia, atualmente, os índios da região vivem um momento mais difícil do que quando enfrentaram conflitos com a chegada dos portugueses ao Brasil.

O índio Geovane Krenak afirmou ainda que, atualmente, a tribo, por medo, não come mais peixe de água doce e há dois anos, os índios não fazem o tradicional ritual "Atorã", uma celebração às margens do rio para purificar o espirito.

O prefeito da cidade de Mariana também participou do evento e destacou que a cidade passa por dificuldades financeiras.

Duarte Júnior criticou a falta de apoio das empresas Vale e BHP e disse que a multa de 500 milhões de reais aplicada à Samarco, mineradora das duas empresas, deveria ser destinada aos municípios afetados e não aos governos estadual e federal, como prevê a legislação.

O governo estadual de Minas Gerais reverteu 20% da parcela da multa que já recebeu da Samarco para a cidade de Mariana, que recebeu R$ 20 milhões, verba que será destinada ao tratamento da água da região.

Com uma área de mais de 83 mil quilômetros quadrados, a Bacia do Rio Doce passa por 228 cidades de Minas Gerais e do Espírito Santo.

A Vale e a BHP foram procuradas, mas ainda não se pronunciaram.

 

Por Luanna Bernardes, às 13/09/2017 - 14:16

NEWSLETTER
OU