TRANSPORTE

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Moradores denunciam a falta de lixeiras pela cidade - Editoriais - Band News FM

Cidade

Texto:
+
-

Moradores denunciam a falta de lixeiras pela cidade

Os furtos e o vandalismo levam a 25% das perdas de lixeiras, segundo a Comlurb

Por Francini Augusto, às 09/11/2018 - 15:19

00:00 / 00:00

Moradores de vários pontos da cidade notaram a ausência das lixeiras pelas ruas (Foto: Reprodução)

Procura-se uma lixeira! Este é o sentimento de pedestres que circulam por diferentes pontos do Rio e não encontram nenhum local para depositar o lixo. Na Zona Sul, moradores de Copacabana realizaram um levantamento: pelo menos 44 papeleiras desapareceram na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, entre as ruas Bolívar e Princesa Isabel. O trecho corresponde a pouco mais de 2 quilômetros.

A equipe da BandNews FM circulou por outros pontos do bairro e identificou que em toda a rua Constante Ramos existe apenas uma lixeira. Já na rua Figueiredo de Magalhães não há onde jogar o lixo entre a Barata Ribeiro e Avenida Nossa Senhora de Copacabana.

O cenário é o mesmo no bairro vizinho. Em Ipanema, moradores chegaram a comprar uma lixeira e instalaram em frente a um condomínio na Rua Henrique Dumont, para impedir que pedestres fiquem sem nenhum local onde depositar o lixo. O presidente da associação de moradores de Ipanema, Carlos Monjardim, classifica a situação como de abandono. 

Moradores de outras regiões da cidade também notaram a ausência de papeleiras. No bairro de Todos os Santos, na Zona Norte, a esteticista Laudiceia Gomes não encontra onde depositar o lixo, e por isso, acumula tudo... dentro da bolsa.

Segundo a Companhia de Limpeza Urbana, a Comlurb, muitas cestas de lixo são retiradas por conta de furtos e atos de vandalismo. Quando não há chance de conserto, as lixeiras são retiradas e entram na programação para reposição.

Em algumas áreas, os furtos e o vandalismo levam a 25% das perdas de lixeiras. Cada lixeira custa R$ 70. Entre 2012 e dezembro de 2017 foram instaladas mais de 60 mil papeleiras e, destas, pouco mais de 13 mil foram perdidas, principalmente em função de atos de vandalismo. Ainda segundo a prefeitura, atualmente há cerca de 50.900 papeleiras instaladas na cidade.

Em relação aos bairros mencionados na reportagem, a Comlurb não especificou se há licitações em curso para a reposição das papeleiras.

NEWSLETTER
OU