19 ºC 23 ºC Rio de Janeiro
(21) 2542-2132 ouvinterj@band.com.br (21) 99623-6060
Jovem teria sido assassinada com tiro na cabeça por reconhecer os criminosos, diz família - Editoriais - Band News FM
Plantão

Violência

Texto:
+
-

Jovem teria sido assassinada com tiro na cabeça por reconhecer os criminosos, diz família

Soraia Macedo de Lemos, de 17 anos, estava a caminho do colégio quando foi vítima de uma tentativa de assalto

00:00 / 00:00

A estudante, que estava no último ano do ensino médio (Foto: Reprodução/Facebook)

Familiares da estudante morta em um assalto acreditam que a vítima foi assassinada com um tiro na cabeça por reconhecer os criminosos. Soraia Macedo de Lemos, de 17 anos, estava a caminho do colégio com a namorada no momento em que as duas foram abordadas por dois homens armados em uma motocicleta. Soraia entregou o celular aos bandidos que recusaram o aparelho por ser um equipamento difícil de desbloquear e fácil de rastrear.

De acordo com a namorada, que teve a identidade preservada, elas não reagiram e entregaram os pertences. O caso aconteceu no bairro Jardim Carioca, na Ilha do Governador. A estudante, que estava no último ano do ensino médio, levou um tiro na cabeça, chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Um amigo da família, que não se identificou, diz que o bairro onde o crime aconteceu tem ficado cada vez mais violento. Pouco depois do assassinato, outra jovem teve o celular roubado na mesma região. A Polícia Civil vai tentar cruzar informações dos aparelhos para descobrir a autoria do crime.

A morte da estudante aconteceu na Rua Estocolmo, mesma via onde, em fevereiro deste ano, o professor de jiu-jitsu Állex Passos foi morto também durante um assalto. Ele passava de moto quando foi rendido pelos bandidos que atiraram e fugiram levando uma mochila.

Ouça a matéria completa clicando no player de áudio.

Por Francini Augusto, às 16/05/2018 - 10:38

NEWSLETTER
OU