19 ºC 23 ºC Rio de Janeiro
(21) 2542-2132 ouvinterj@band.com.br (21) 99623-6060
Defensoria Pública exige desocupação do Complexo do Alemão - Editoriais - Band News FM
Plantão

Segurança

Texto:
+
-

Defensoria Pública exige desocupação do Complexo do Alemão

Desde o fim de semana, pelo menos dez pessoas foram vítimas dos confrontos entre Pms e criminosos.

00:00 / 00:00

Audiência pública contou com a presença de moradores da comunidade e policiais. (Foto: Christiano Pinho)

A Defensoria Pública do Estado deu até a tarde desta terça-feira (25) para que policiais da UPP Nova Brasília, no Complexo do Alemão, zona Norte do Rio, desocupem casas que estão sendo utilizadas como bases estratégicas.

Desde o fim de semana, pelo menos dez pessoas foram vítimas dos confrontos entre Pms e criminosos, por causa da instalação de uma torre blindada na região. Duas morreram. Somente nesta segunda-feira (24), três militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais foram baleados e um deles está em estado grave. 

A defensora, Livia Casseres, presidiu nesta segunda-feira (23) uma audiência pública, que contou com a presença de moradores da comunidade e policiais. Foram constatadas pelo menos cinco residências usadas de forma irregular pela corporação. 

O pastor Jorge Félix, dono de uma dessas casas, se mudou para a zona Oeste fugindo da violência no Alemão, mas parte de sua renda era adquirida com o aluguel do imóvel. Ele afirmou à reportagem que há mais de um mês a casa está ocupada pela PM. 

O comandante da UPP local, major Leonardo Gomes Zuma, revelou que foi o responsável pela ordem de ocupação das casas.

O coletivo Papo Reto preparou um dossiê com fotos, vídeos e áudios de moradores que denunciam arbitrariedade dos policiais militares. O documento está sob análise do Ministério Público.

Por Christiano Pinho , às 24/04/2017 - 22:03

NEWSLETTER
OU