TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom

Colunistas

Texto:
+
-
Bia Willcox

Bia Willcox -

Amores Cariocas

Os Jetsons dos dias atuais

00:00 / 00:00

 Vivemos um tempo de avanços itecnológicos inimagináveis. A tecnologia permeia nossos dias e ações. Vejo-me muitas vezes dentro do desenho animado dos Jetsons que tanto sucesso fez no século passado, lembram?

Pois é. 

Quem imaginaria abrir portas e roletas e telas com o toque do polegar ou com um simples olhar?

Quem imaginaria falar com as pessoas em video e em tempo real? 

Quem pensaria em comprar e vender sem ter que ir numa loja pra pagar? 

Quem suporia que trabalharíamos conectados com toda uma empresa sem sair de casa? 

Quem seria capaz de pensar que podemos desenhar objetos no computador e transformá-los em objetos reais tridimensionais em questão de minutos com uma simples impressora 3D?

Parece que a Humanidade é outra.

Totalmente diferente do que já foi um dia. 

Hoje falamos assuntos que vão de profundos a banais pra muitos. Nos exibimos nas redes como se estivéssemos num estádio lotado.

 Quem imaginaria tal comportamento?

Somos outros modificados pelos avanços da tecnologia. Somos? Não.

 Curiosamente somos exatamente os mesmos do tempo antigos, quiçá o das Cavernas.

Hackers desviam dinheiro  e destróem negócios na internet: os mesmos ladrões e mesquinhos da Antiguidade.

Vende-se pela internet produtos que não chegam nunca ou que não tem a qualidade prometida: quem não se lembra dos vendilhões da historia enganando o povo?

As cartas trocadas em sigilo por amantes, os encontros escondidos, as traições recorrentes -  tudo isso continua vivo e ativo pelas telas dos celulares.

A  maledicência, a fofoca, os preconceitos, as exclusões, o bullying, que muito aterrorizou os ambientes sociais, profissionais e as escolas, existem hoje e de forma agigantada.

Mal educados, indelicados, rudes e grosseiros se avolumam por aí: Curiosamente os mesmos de séculos atrás espalhando suas rudezas pela sociedade.

Brigas de familia, brigas de irmãos, brigas de namorados, tudo como sempre foi, só que agora por aplicativos muitas vezes. Isso quando não lançamos indiretas em público. A famosa lavagem de roupa suja na rua. Até meninas de programa saíram das ruas e foram pra internet.

 Tudo com antes no quartel de Abrantes. Só trocamos a platafaforma.

Portanto, queridos ouvintes, somos os mesmos. Exatamente os mesmos. Seja pro bem ou pro mal.

Outras Notícias

  • sexta-feira,7 de dezembro de 2018

    19h24

    Tentações

    00:00 / 00:00

    Bia Willcox fala sobre o controle das tentações

  • sexta-feira,30 de novembro de 2018

  • terça-feira,27 de novembro de 2018

  • terça-feira,13 de novembro de 2018

    13h18

    FIM

    00:00 / 00:00

    Não existe o "para sempre".

  • quinta-feira,1 de novembro de 2018

    15h0

    Insônia

    00:00 / 00:00

    Bia Willcox fala daquelas noites em que o sono não vem